Buscar
  • Silvana Souza Silva

Nem tudo é insônia


Quem nunca ouviu alguém dormir mal e dizer: "tive insônia essa noite." Mas nem tudo é insônia, existem outros transtornos do sono que devem ser observados com cuidado, como por exemplo: sonambulismo, paralisia do sono, transtornos alimentares relacionados ao sono, terror noturno, síndrome da explosão da cabeça, enurese noturna, fala hipnagógica, estado dissociado, pesadelo, síndrome das pernas inquietas e outros.

A insônia é sim um dos transtornos do sono mais prevalecentes e acredita-se que que afete ao menos um terço da população mundial. O termo insônia é comumente utilizado para referir-se sobre sono de má qualidade. Porém o transtorno de insônia engloba as queixas noturnas de dificuldade em iniciar o sono, manutenção do mesmo, ou ainda despertar antes do horário desejado. Outras queixas comuns diurnas relacionadas a insônia são fadiga, déficit de atenção, déficit de concentração de memória, alterações de humor, irritabilidade, falta de motivação. Também temos sintomas somáticos, como tensão e cefaleias. Em caso de insônia crônica, um sintoma interessante é a preocupação com o desempenho do sono.

Fazer uma polissonografia e/ou procurar um médico do sono pode ajuda-lo a lidar melhor com o que faz você não ter uma noite de sono reparadora.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo